Siga por Email

29 de abril de 2011

Como ganhar na MEGA-SENA?

Já imaginou se houvesse um guia capaz de responder a essa pergunta? Mais um livro pra entrar na prateleira da livraria sobre auto-ajuda. Uma coisa é certa: brasileiro não gosta de agir logicamente. Não importa a porcentagem de chances para se ganhar na MEGA, quando acumula parece que uma força maior toma conta do corpo e precisa jogar. Até aqueles que nunca jogaram, parece que viram viciados em jogos, procurando desesperadamente por uma lotérica. E quando pega o bilhete de apostas, parece cachorro que corre atrás do carro na rua, alcança o veículo e não sabe o que fazer com ele.

Quando acumula o prêmio da MEGA-SENA, vira notícia de telejornal, vira pauta para revista de fofoca, vira a cabeça até de famoso. Não vai ser espanto se encontrarmos o Ronaldo Fenômeno trilhardário fazendo sua "fezinha" numa fila qualquer de lotérica, ou mesmo Eike Batista ao lado do caixa preenchendo os números de seu comando lotérico.

É muito interessante também perceber que a galera começa a fazer planos com o dinheiro que hipoteticamente vai ganhar. Pior, fica fazendo planos com os juros que vai ganhar se colocar todo o prêmio da MEGA-SENA. Ninguém faria uma loucura dessas, ainda mais depois que o Collor fez aquela loucura de congelar os rendimentos da poupança. Nem PF Farias mais isso, se estivesse vivo (piadinha pra quem tem mais de quarenta anos). Fazer planos com os juros do prêmio da MEGA é coisa de pobre mesmo.

Eu, como qualquer outro mortal, já joguei na MEGA. Agora nunca tive o apego com datas, números ou outro critério qualquer pra fazer minha aposta. Até porque nenhum sorteio da MEGA fez sentido pra mim. Duvido também que os vencedores encontraram algum sentido para a aposta que fizeram. Ninguém ganha prêmio apostando nas idades dos familiares, nem cartela de bingo de igreja tem dedo santo. Se fosse assim, um dos vencedores da MEGA teriam impresso um livro de auto-ajuda dando dicas de como você monta sua aposta.

Mas, vamos lá. Vamos dar algum sentido para as apostas. Numa dessas, alguém lê estas dicas e consegue acertar. Fará dela milionária, e fará de mim milionário vendendo essas dicas em um livro de auto-me-ajuda.

- Escolha a idade das pessoas que você tem mais carinho na vida. Escolha 6 pessoas com você no meio da conta.
- Conte a posição das letras que formam o seu nome... A sua aposta vai acontecer somente até o número 26, mas pelo menos é uma forma de escolha.
- Conte o número de vezes que você disse a palavra dinheiro, conta, CEPROC, cheque, empresta, merda, somente no dia.
- Lembre-se de nunca repetir os números que foram sorteados no prêmio anterior. Eles nunca repetem! Mas se repetirem, paciência, não era a sua hora de ganhar.
- Copie os números da pessoa que fez a aposta do seu lado na lotérica. Pode não ser a sua hora de ganhar, mas quem sabe é a hora daquela pessoa ganhar.
- Não entre em bolão, afinal de contas, há sempre notícia no jornal de premiados em bolão que levam o bolo da lotérica porque funcionária incopetente não fez a aposta corretamente.
- Não aposte nos números da série LOST, eles nunca ganharão nada, nem a maldição que vem com aqueles números.
- Não faça sequência de números, nunca antes na história deste país tivemos uma sequência no sorteio. Se isso acontecer, procure ao seu lado Lázaro Ramos, porque só no filme do O Homem que Copiava acontece esse tipo de coisa.
- Se você não ganhar nada, comemore. Não é desta vez que você vai precisar sair de órbita repentinamente até conseguir segurança pra mostrar a todo mundo que agora você é rico pra cacete.

No final das contas, nada disso vai funcionar, mas pelo menos tente. É mais uma chance pra você ganhar... Nem que seja experiência.

27 de abril de 2011

Ensinamentos de Neo, o Escolhido da Matrix

Os filmes sempre trazem inúmeros ensinamentos... E como eu sou fã do aprendizado via Hollywood, aqui estão as minhas considerações sobre Neo, o Escolhido da trilogia Matrix:

• Se você assistir ao filme de Denzel Washington, chamado Dejàviú, corra, porque é a Matrix que está se adequando pra te pegar!

• Se um negão te pegar e te pedir pra tomar uma pílula, relaxe. Ele não quer nada com você, só dividir a pira que aquela boleta faz. E olha que a doideira é violenta... Faz você pensar que tá no vaso sanitário cheio de pregas pelo corpo e plugin até no...

• Se você encontrar o oráculo, pergunte qual foi o motivo que ela escolheu pra ser aquela velha feia e sem noção. Ela poderia ser uma modelo da Victoria Secret que seria mais agradável de ver.

• Se você encontrar o Programador da Matrix, pergunte porque ele colocou aquele cheiro horroroso no cozimento do bucho e do bacalhau! Pra comer dobradinha, só no restaurante!

• Se te oferecerem um anti-vírus, imediatamente dê um soco na cara da figura porque ele tá tirando com a sua cara.

• Antes de pegar a Triniti, espere até chegar em Zion. Lá tem umas morenonas melhores que adoram uma festa louca!

• Se você encontrar o agente Smith, faça o favor de dizer pra ele que você tem um anti spam e não aceita aquelas correntes que ele adora passar!

• Se você levar um fora da Trinity, não se preocupe... É só encontrar o Chaveiro que ele tem a chave do coração dela... Ai... Essa doeu até em mim!

Vaga livre

Coisa que eu acho aventura é disputa de estacionamento no shopping e no supermercado. Existem pessoas que arranjam verdadeiros arranca rabos por conta de estacionamento dentro destes lugares... Dá pra entender, vaga para carros é vaga... Raridade!!! Quando a gente acha uma vaga, dá vontade de tirar uma foto, fazer um vídeo e mandar pro jornal como flagrante!

• Deveria existir uma escritura para vaga de estacionamento. Assim a gente poderia comprar e defender com unhas e dente... Como se realmente fôssemos donos daquele lugar!

• Vaga de estacionamento livre no shopping é como assento livre em ônibus lotado, quer dizer, tem alguma coisa errada. Geralmente o lugar livre no ônibus é porque alguém vomitou ali. No entanto, a vaga livre é impedida de forma diferente. Ninguém vai deixar de colocar o carro na vaga por conta de um vomitinho qualquer, mas quando a gente lê que a vaga é preferencial pra alguma coisa, dá aquela brochada igual!

• Tem gente que desejaria ser idoso só pra poder colocar a vaga. Ser idoso com um selo de vaga preferencial é a mesma coisa que adolescente querendo alugar DVD pornô assim que faz dezoito anos. Vai na locadora só pra usar o poder que tem.

• E o cara que coloca o carro na vaga de estacionamento para deficientes só porque usa óculos... Deveria passar óleo de peroba na cara.

A verdade é que a gente não pode ficar à mercê das vagas vagas que estão dispostas nos shoppings e supermercados... Do contrário, teremos mais pessoas idosas precocemente e deficientes comemorando a chancela de serem privilegiados.

26 de abril de 2011

Coisas que eu aprendo ao ler jornais

Todo dia tenho a árdua tarefa de saber o que está acontecendo no mundo. Por que árdua? Não basta se informar, é preciso sofrer. Primeiro que você precisa tomar decisões, tanto no impresso quanto no virtual? São 654 tipos de editorias, 343 títulos chamativos, 398 tipos de lides feitas pra te cativar a leitura. E no final das contas, você acava deprimido porque é impossível ler tudo. Desenvolvi, portanto, uma técnica, eu sei o que acontece no mundo vendo somente as chamadas jornalísticas:

"Leite materno de filho de Elton John chega pelo correio". - Pronto... Já sei que o Elton John é mãe, tem a teta atrofiada pela natureza, por isso deve ter comprado leite materno de um site de compras coletivas, talvez o Peixe Urbano...

"Estudo indica que perder peso é a melhor forma de curar o ronco" - Pronto... Entendi agora que o McDonald's causa insônia na pessoa que costuma acompanhar seu cônjuge nos lanches. Ou também, quem faz greve de fome, dorme tranquilamente.

"Cerimônia do oscar será realizada em 26 de fevereiro de 2012" - Quer dizer que até essa data, com certeza, o povo de Hollywood, e por consequência, aquela galera que disse a data de destruição do mundo, falou que até aí dá pra fazer planos e programar atividades. A partir desta data, parece que eles dizem o seguinte: a partir de 27 de fevereiro, 2012 vai acabar o mundo.

Agora fica a questão: se acabar o mundo, como a gente vai ficar sabendo que ele acabou? Fica essa questão no ar, afinal de contas, não teremos mais títulos de jornais para nos informar.

23 de abril de 2011

Ensinamentos de Rocky Balboa

Podem me chamar de idiota... Mas pra falar a verdade, adoro pensar no universo dos personagens fictícios, ainda mais depois de saber que a Revista Times está querendo saber qual é o twitter mais popular entre os personagens fictícios que existem no micro blog. Agora eu fico pensando, o que poderíamos aprender com Rocky Balboa, o garanhão italiano de boca torta e cara pastosa:

• Se algum dia você conhecer uma mulher chamada Adrian, não case com ela, por mais que se produza sequências, ela não vai ficar bonita!

• Se o seu filho tiver aquele jeitinho de boiola e ficar chorando que na escola ele só leva bifa dos outros, dê uma surra nele, tá faltando isso!

• Não coloque suas contas na mão do cunhado, ele vai torrar tudo em bebida e cavalos e você vai voltar a morar na periferia!

• Se o Apolo quiser lutar com você, não lute! Prefira modelos mais novos, um GOLF ou FOX, Apolo é um carro que não deu certo. Ele morre por conta de um russo.

• Nunca ensine boxe para os outros. Senão você vai ser traído por um piá de prédio metido a besta com a cara do Michel do BBB 10!

• Esse negócio de ficar trocando o braço direito pelo esquerdo na hora de dar jabs é coisa perigosa! Troca-troca nunca foi coisa de homem!

20 de abril de 2011

Modalidade de natação

Esses dias eu fiquei pensativo sobre a forma como as coisas levam seus respectivos nomes. Eu sei que a língua portuguesa é a evolução de uma série de construções fonológicas a partir do latim, depois para o galego e sua variação do galego-português. No entanto, qual é a explicação para determinadas modalidades da natação? Vamos lá... Modalidade costas: beleza, entendi, a pessoa nada de costas para o seu objetivo. Modalidade peito: entendi também, quer dizer que a pessoa está nadando e usando o peito como um movimento mais elaborado de remo. Abre-se o peito formando um grande arco com os braços e a finalmente mergulha-se fazendo com os braços uma espécie de alavanca para impulsionar o corpo. Modalidade borboleta: aí começa a coisa... Quem nada sabe que não tem nada a ver com borboleta... Tem a ver com golfinho, tem a ver com foca, tem a ver com... Sei lá... Sei que não tem a ver com borboleta... Se bem que o movimento tem lá suas insinuações, mas como chegaram ao nome borboleta?

– Biba, eu inventei uma forma de nada!!!

– Conta então, mona!!!

– Assim, a gente pula na água, faz uma dança do cisne, passos de ballet, aí sai da água com aquela cara de importante!!

– Ai, que tudo!!! E como a gente vai chamar isso? Sei lá, borboleta!!!

– Que tal borboleta então?

– Show... Lindo... Vamos mostrar pra todo mundo e a gente chama então de modalidade borboleta!!!

E a tal modalidade crau? Como chegaram a esse nome?

– Fiquei tão feliz mona que eu vou até te pegar pra gente comemorar esse nome borboleta!

– Vem que eu to doida! Ei... você nadando desse jeito diferente... voraz, que violência!

– É que eu to com muito amor pra dar...

– Vamos chamar essa modalidade de crau... Porque você tá muito rápido e ansioso pra chegar!!!

– Você é tudo, mona! Que seja nossa modalidade particular... Modalidade crau!

19 de abril de 2011

Guia prático de sobrevivência à vida de solteiro

Quando o homem chega a uma certa idade, quer sair de casa, lá pelos 40... Quando o pai não aguenta mais o filho em casa comendo, bebendo, dormindo e fazendo aquilo que ele não faz há anos: ficar trancado no quarto com a namorada por horas. Depois da mãe quase morrer, do pai quase matar, o cara sai de casa. Mas a vida de solteiro é dura, complicada, cheia de desafios antes impensáveis. Aqui está dicas pra você não sofrer tanto com esse choque de cultura. Ou mesmo pra você que está ajudando um amigo... Ou você que é mãe e se preocupa com o menino querido, porque o pai tá estourando foguete comemorando a saída do cara que ele criou há quarenta anos e agora vai deixar o banheiro de casa só pra ele.

1) Quando você estiver em casa e a luz acabar, mas a luz do seu vizinho estiver acesa, quer dizer que você esqueceu de pagar a conta. Geralmente, quando o cara vai morar sozinho, ele descobre que as contas precisam ser pagas... da pior maneira possível. Tomando banho, na frente da televisão assistindo àquele jogo de futebol do seu time, telefonando para o disque pizza.

2) Toda vez que você usa a louça e larga na pia da cozinha, ela não vai se lavar sozinha. A não ser que você tenha um amigo imaginário bastante solícito. Talvez um dia seja possível adestrar a louça para ela mesma tomar seu banho depois que você a usar, mas aí a gente tá falando de um mundo de Matrix, onde máquinas persuadem humanos.

3) Quando você abrir o guarda-roupas e não achar mais as suas roupas, quer dizer que elas estão todas no cesto de roupas sujas do banheiro. Aí você tem que pegar aquela camisa de político, o calção de banho (aquele que você usa pra ir até a praia) e um chinelão. O passo seguinte é procurar uma lavanderia, porque você nem sabe o que é uma máquina de lavar.

4) Existe vida após o miojo. Sim. A pizza... Ou qualquer outro alimento que se entrega via disque alguma coisa.

5) Contrate uma diarista ou gaste com o motel. Você que sabe. Se optar por uma diarista, terá um ambiente intimista, mas se quiser o motel, terá uma relação superficial. Cada caso tem sua valorização.

6) Quando queimar um chuveiro, estourar um cano, entupir um vaso sanitário, você vai dar valor ao seu pai. Era ele que resolvia tudo isso antes.

7) Quando der aquela dor de cabeça, ficar com aquela dor de ouvido, ter aquela dor de barriga, não adianta ficar enfermo na cama entregue para o destino. A sua mãe não vai entrar no quarto, porque ela tá na casa dela. Você deve tentar se socorrer. Se o celular estiver longe, o jeito é caminhar até a farmácia mais próxima e pedir um comprimido para dor ou gripe. Para casos mais sérios, pegue um taxi e vá para o hospital. É muito mais dramático ligar do hospital para a sua mãe e dizer que você tá na emergência.

8) Se a sua casa for arrombada e levarem tudo que era seu, você vai lembrar que o seguro residência poderia ser mais interessante se você não tivesse negado aquela pequena taxa de débito em sua conta corrente. Quando arrombaram a casa do seu pai antigamente, você não deu muito valor, até porque não roubaram nada daquilo que estava no seu quarto. Mas o seu pai ficou uma semana deprimido. E você achou que o cara era muito consumidor.

9) Se você tiver um cachorro, um gato ou qualquer outro bicho de estimaçã e encontrar ele morto e esorricado no meio da sala, quer dizer que você nunca alimentou o bicho. Afinal de contas, quando você morava na casa da sua mãe, você nunca tinha feito isso pelo seu animal de estimação. Parece que ele morreu no meio da sua sala por protesto.

10) Se depois de um mês você não se adaptar, volte para a casa da mãe... Ela vai amar você, mas o seu pai vai querer a sua caveira. O jeito é ele construir uma casa maior, alugar um apartamento do lado dele ou qualquer outra solução que ele tenha, mas que não afete sua condição de vida. Afinal de contas, você não pediu pra nascer.

18 de abril de 2011

Coisas que aprendemos com os personagens de ficção

Não é segredo pra ninguém minha atração pelo cinema. Ainda mais quando podemos aprender muito com personagens consagrados por histórias espetaculares... Como é o caso de Frodo Baggin's ou Frodo Balsero, protagonista do O Senhor dos Anéis.


Imagino Gandalf fazendo um de seus discursos retóricos e didáticos, mostrando para pequenos hobbit's os ensinamentos que temos com Frodo:

• Nunca aceite pegar o anel dos outros, mas se pegar, arque com as consequências e com a ardência do fogo no anel.

• Leve uma mulher para queimar o anel, não o amigo gordo com pele de leite e carinha de anjo devasso chamado Sam, pega muito mal.

• Numa briga com os ORCS, tamanho não é documento, porque você tem aquela blusinha cafona de liquidação feita com um tecido indestrutível.

• Em alguns hobbits, o barato do anel pode ser diferente, alguns acreditam que podem falar com árvores.

• Quando estiver cercado de lava ao lado de seu amigo, aquele que queimou o anel com você, não fique dizendo eu te amo pra mostrar a ele como você o valoriza como amigo, homens não fazem isso, fique calmo que outro camarada teu vai aparecer pra te livrar da fria, quer dizer, da lava quente.

• Não fique empunhando aquela espada que brilha com muito orgulho. Homem não tem nada brilhoso, homem é ogro como o Shreck. Portanto, prefira morrer como macho do que viver como Shee-ra!!!

• Não confie em alguém que fica conversando com sua dupla personalidade e sussurra que precisa do seu preciso... My Precios é uma expressão que assusta! O Smeagle é doidão! É X 9 e vai virar pra você e dizer que Smeagle é o caralho, o nome dele agora é Zé Pequeno, porra!!!

• Os cavalos da Terra Média correm pra cacete! Mais que avião, inclusive! Os caras atravessam florestas e desertos e paragens gigantes em questão de horas!!!

• Não importa o número de ORC's numa batalha, tem sempre um jeito pra coisa dar certo e a tua galera arrebentar tudo ao redor!!!

• As árvores têm uma gangue e dão um boi para não brigar, mas dão uma boiada pra não sair da briga!!!

17 de abril de 2011

Stand Up Na História - TIRADENTES

21 de abril. Todo mundo sabe que é feriado, mas nem todo mundo sabe o porquê. O cara tenta salvar a soberania do Brasil, sofre as consequências, morre como mártir, e a galera fica fazendo planos pra viajar no feriadão, mas não sabe que é o dia em que Tiradentes morreu. É um pouco estranho! Por isso decidi imaginar um Stand Up do cara que morreu com a fama de traidor para Portugal, mas herói para o Brasil.

Entra Tiradentes com aquela roupa em que foi enforcado. Ele pega o microfone depois de agradecer os aplausos.

"Legal como esse negócio de apelido pega... Todo mundo sabe que meu nome era Joaquim da Silva Xavier, meu apelido era Tiradentes... Agora se fosse pra me apelidar hoje, com certeza meu apelido seria Raul Seixas".

"Não posso dizer que gosto de trabalhar... Sabe como é... eu gosto de enforcar o trabalho".

"Não tenho filhos, até porque se tivesse, eles poderiam ter tirado o pai da forca".
"Vou confessar uma coisa... Fiquei puto com o tal dedo duro que delatou a galera. Descobri que ele queria na verdade limpar o próprio nome... Custava ele esperar cinco anos pra caducar a dívida"?

"Nunca fui muito fã da justiça, quer coisa mais injusta do que aconteceu comigo? Eu deveria ser justiceiro, aí comigo seria sempre olho por olho e dente por dente".

"Ninguém sabe qual é o meu dia, mas todo mundo ama o 21 de abril, porque sempre é feriado. Agora uma coisa que eu não entendo é o seguinte... É feriado no dia em que o menino Jesus nasceu... E o meu feriado é no dia que eu nasci? Não! Até parece que estão comemorando a minha morte"!

"Pra quem não sabe eu sou mineiro... Como eu não fui enterrado, seria impossível voltar do mesmo buraco que os mineiros do Chile voltaram. Agora se eu voltasse, desta vez seria para me enforcar. Porque ninguém merece viver com o salário que dizem ser mínimo".

"Viver com o salário mínimo, no máximo dá pra uns cinco dias. Os outros dias o brasileiro vive o mínimo possível, porque o salário acaba rapidinho".

"Pior é não ser enforcado, pior que isso só perdendo a cabeça... Eu perdi... Fui esquartejado... Era perigo você encontrar no mercado da época parte de mim numa bandeja no setor de presunto fatiado".

"Tá ligado que eu morri por conta da derrama, imposto cobrado pela coroa portuguesa na época da inconfidência... Derrama é um nome feio, parece doença sexualmente transmissível. Vejo até campanha educativa: use camisinha pra não morrer de derrama".

"Gosto de pensar no que o tempo pode influenciar nossas vidas, eu se tivesse nascido na década de setenta, seria um exilado que lutava contra a ditadura... Se eu tivesse nascido na época do descobrimento, provavelmente seria um índio lutando contra os conquistadores... Se eu tivesse nascido nos dias de hoje, seria do MST invadindo fazenda a base de foice e com camiseta de político".

"Eu tinha o sonho de escrever as minhas memórias, mas descobri que não é mais possível, afinal de contas, agora o Chico Xavier tá aqui comigo".

"Tem umas perguntas idiotas que às vezes eu escuto... Como essa: Tiradentes, se você pudesse ser outra pessoa, quem você gostaria de ser? Qualquer uma, desde que fosse viva já tá valendo"!

"Ainda hoje ficam me perguntando: Tiradentes... qual foi a última coisa que passou pela sua cabeça? O alçapão"!

"Mas eu tô tranquilo, porque hoje não tenho ódio dos portugueses, afinal de contas, são patrícios e compram o Rock and Rio em Lisboa... E outra... E prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo"!

14 de abril de 2011

O que tá na mesa?

O que tem pra hoje? Você entra no restaurante, abre o cardápio e há uma infinidade de pratos com nomes que você nunca ouviu falar. Pode ser aquele pão com ovo, La Shant Omelette... Pode ser misto quente, Croassant François Mediterran... Pode ser miojo, Mignonjeau Galine Tremelet.... E também é no restaurante que a gente fala de dietas. Não se fala de dietas na academia, no yoga, no médico, só no restaurante, quando você está pronto pra comer a gordura da capa de picanha! E o pior de tudo... Quem faz dieta, sempre quer argumentar que tá feliz com isso.

Quem faz dieta quer doutrinar o resto da população, como se fosse um pastor buscando exorcizar o demônio do pecador... Você tá com o diabo no corpo... Tá possuído pela fritura!!! O carboidrato vai te levar para o inferno!!! O sal é a tentação do cramunhão!!!

Aliás, tá na moda também dizer que o sal é politicamente incorreto. Hoje em dia podem até voltar a fumar, mas nunca colocar sal na comida. Inclusive, todos viram cardiologistas, porque sabem que o consumo do sal aumenta a pressão arterial. Bug-jump é moleza então! Passear à noite nas ruas da cidade a pé é tranquilo! O problema é colocar o sal na comida! Vamos refazer então a lei do pecado capital: gula... deixou de ser pecado, colocar sal é Seven total!!!

O legal das dietas é que as pessoas tentam de todas as formas se enganar e burlar as próprias dietas. Como se houvesse uma maneira de passar a perna em si mesmo. Tomei refrigerante agora, terei que malhar mais na esteira... Comi dobradinha ontem à noite, vou ter que suar na bicicleta... Se você comer dobradinha à noite, comemore se sobreviver até o dia seguinte. Comemore se tiver ainda intestino grosso! Ao invés de ir à academia, vá a uma igreja e pague promessa, porque se a dobradinha não te levar desse mundo, pelo menos um desarranjo vai dar.

No dia seguinte, você vai encontrar alguns conhecidos e dizer a eles que tá de dieta. Abrirá o verbo tentando doutriná-los quanto a sua forma de ver a vida, após a dobradinha, e será aquele chato ou chata que você tanto condenou no passado. Quer saber, fique em casa e coma aquilo que pelo menos tem nome normal, e não enganações de um cardápio capitalista e ratatoile.

12 de abril de 2011

Stand Up da História

Às vezes fico aqui pensando que o universo do stand up tá tão cheio que podemos comparar com a China, uma verdadeira super população espalhada pelo Brasil. Agora eu também queria saber se essa moda tivesse rolado antes... Quando grandes personalidades viviam entre os réles mortais. E se Adão, o primeiro homem, tivesse feito o stand up? Como seria?

Abre a luz do palco e entra Adão somente com uma folha tapando o seu sexo. A platéia começa a rir só de ver a figura inusitada com cara de pastelão.

"Quero esclarecer uma coisa, é mito esse negócio de que eu vivo no paraíso... Viver só com uma mulher e ter como sogra uma cobra é sacanagem".

"E as piadinhas? Viu a eva? Não, só vi adão! Para com isso!!! A minha vida aqui não é fácil!!! Essa coisa de paraíso não existe por aqui!!! Aqui não tem papel higiênico, brother!!! Eu vivo aqui como se tivesse preso na mina do Chile, a diferença é que lá a galera tinha trinta e duas opções diferentes de diversão"!

"Pior é que não tem uma vaquinha, não tem uma ovelhinha pra barranquear quando quebra o pau lá em casa".

"Às vezes me sinto um pouco o Ronaldo Fenômeno, porque essa coisa de ficar com uma mulher que tem uma cobra dá uma certa preocupação. Mas o que eu fico mais puto é que ela prefere dividir a fruta do que soltar o botão"!

"De vez em quando dá uma fraqueza e eu fico pensando em ceder outra costela pra fazer mais uma Eva. Tá ligado que é pra rolar aquele negócio de duas mulheres comigo... Ia ser uma loucura, mas e depois? Vão querer falar de moda, vão falar de shopping, de revista Cláudia... E eu fico boiando!!! Se com a Eva já difícil fazer DR imagina com outra"!

"Outra coisa que eu considero sobre isso é a possibilidade do ônus que vem com o bônus. Ter duas mulheres quer dizer ter duas sogras! É complicado isso! Fico imaginando como que o José Mayer se sente quando faz uma novela. Ele sim tem várias sogras"!

"Agora eu queria saber quem foi que definiu isso que eu vivo como paraíso? Já tentou viver num lugar sem papel higiênico? Paraíso pra quem? Vai limpar a bunda com folha de samambaia pra ver se é legal! Samambaia não foi feita pra isso! E depois fica complicado limpar a bunda com folha de bananeira! Vai que eu goste! Não dá pra arriscar num lugar como esse, onde só eu to aqui pra defender a macharada! Depois eu fico ouvindo piada sem graça: Você viu Adão? Vi sim, vi Adão!

11 de abril de 2011

Reflexões sobre o futebol

Vendo a rodada do final de semana, penso que o futebol tem suas peculiaridades. Primeiro que é realmente um esporte gay. Olha as expressões! Marcação homem a homem! Enfiou a bola nas costas! Chegou junto por trás! Entre outra que entregam o jogo fácil, fácil!
Outra coisa interessante sobre futebol é o T.O.C. desenvolvido pela maioria dos profissionais da área, porque todos falam sempre no coletivo. Nós trocamos a camisa, porque tava rasgada! Nós fizemos o gol totalmente desequilibrado. Já pensou se todo mundo falasse desse jeito no cotidiano? Olá, nós gostaríamos de dez pães, por favor... Amor, quer casar conosco? Vote em nós, pior do que ta não fica!!! Nós quem? Acho que a maioria dos jogadores tem um amigo imaginário. Pode também ter dupla personalidade, ou a gente pode também entender que os jogadores não sabem realmente conjugar os verbos da língua portuguesa. Nós jogo, nós jogas, nós joga, nós jogamos, nós jogais, eles jogam!
Agora a grande sacada do futebol são os apelidos e nomes dos jogadores. Tem um atacante no Piauí que atende pela alcunha de VACA. Quer dizer que se ele for para o brejo, pode atolar o time. Ou ainda se ele for para a Europa jogar, pode desenvolver a doença da vaca louca. Delerson, Crever, Dougladisson, Pipoca. Quem vai contratar um cara que se intitula pipoca? O cara quando jogar na pressão pode estourar e prejudicar o time!
Sem contar dos times existentes no Brasil... Breja Futebol Clube, Riverplate do Brasil, Brasil de Pelotas, Treze do Iguaraçú, e uns quinze tipos de Atléticos, dez, Corinthians, uns dez Guarani de algo e Vinte e dois Quinze de alguma coisa. Eu lanço um desafio, vamos nos importar com os nomes dos times, até porque se eles nascerem com nomes estranhos, poderão sofrer depois byuling de outras torcidas e traumatizar a torcida. Nós agradecemos!

10 de abril de 2011

Primeiro post a gente nunca esquece

Olá a todos. Este primeiro post é mais para abrir o blog na net e poder existir perante a sociedade. Mais ou menos como o atacante que marca gol em jogo treino e comemora rodando o colete de treino no ar, quer dizer, causa certo desconforto, mas a galera não comenta. E nesse mar de blogs existentes hoje em dia, com recursos audiovisuais mais interessantes, porque escolher um blog de textos? Primeiro porque eu não sei mexer com os blogs de recursos audiovisuais mais interessantes... Mas também é para privilegiar aqueles que gostan de leitura descontraída, desgarrada do intelectualismo da nobreza ou aquele que não tá a fim de trabalhar, não pode abrir os blogs mais interessantes porque dá na cara no trampo e tem que enganar alguém dizendo que lê sempre.

Se você parar pra pensar, esse negócio de leitura é um pouco complicado, porque parece um termômetro de qualidade pra todo mundo. Ninguém lê porra nenhuma, mas vive dando o truque dizendo que lê sempre... O que você tá lendo agora? Um romance. Qual? Não tô lembrando agora o título... Puxa vida, tá lendo o livro e não lembra o título? Isso é muito coisa de Dilma! Pra você então ir a um jogo de futebol é uma aventura, porque você nem sabe qual o time que tá jogando. Chega na balada, vai apresentar sua namorada pra turma: Oi, galera, essa aqui é a... Pai, mãe, eu sou gay e tô namorando o... como é mesmo o nome dele? E quando a gente aperta a pessoa sobre a leitura... É tiro certo... Vem a resposta: O pequeno príncipe. Que tal a verdade? O que você tá lendo? O que tiver no bidê do banheiro! É óbvio!

Divirta se com essa leitura e comente se achar necessário.