Siga por Email

5 de setembro de 2011

10 anos da mesma coisa.

Depois de um certo tempo sem escrever, muito mais pela exigência que a vida profissional de um roteirista pode exigir, novamente estou aqui pra dizer que nada mudou:

- Depois da CPMF, vem aí o CPM22... Novo imposto do mercado fonográfico pra gerar maiores rendimentos para emprego na saúde, neste caso, saúde da alma.

- Luan Santana continua voando como uma libélula... Pelo menos foi o que aconteceu no Brazilian Day em plena Manhattan de Nova York.

- Todos continuam lembrando do 11 de setembro na semana que antecede o 11 de setembro. Há dez anos a gente vê o mesmo videoclip dos aviões batendo nas torres, do pentágono pegando fogo e da briga entre a Record e a Globo.

- Os políticos continuam fazendo Stand Up Comedy nas tribunas e nos canais governamentais. O PT, por ser o partido do governo, é o grande celeiro destes novos talentos que estão desbancando nomes consagrados como Rafinha Bastos, Diogo Portugal, Danilo Gentili e grande elenco. O último show foi coletivo na absolvição de Jaqueline Roriz. É muito mais divertido do que o Risadaria porque são comediantes chancelados pelo povo.

- A Hebe continua beijando muito celebridades estrangeiras. Até o dia que a corega descolar a perereca da boca... Daí eu quero ver colocar de novo o selinho no lugar.

- Um brasileiro sendo o segundo piloto da Ferrari. Antigamente o posto era ocupado por Rubinho, mas hoje é de Massa. Os brasileiros da nova geração realmente têm o talento pra ser o segundo. Rubinho fez escola. Pra que ficar conhecido como o primeiro, o melhor, o bom da boca... Se você pode sempre estar escondido na sombra do seu companheiro de equipe. Eles nos ensinam que nem sempre o líder é o cara...

10 de agosto de 2011

O mundo do sobrenatural

Fico imaginando como seriam os seres sobrenaturais se sucumbissem à moda politicamente correta que vivemos atualmente... Existem determinados comportamentos que não são apreciados pelo concenso social... Como fumar? Se Hellboy fosse se preocupar com isso, aquele charuto em sua boca daria lugar a uma barrinha de cereal... E quem respeitaria o cara?

E se os zumbis não comessem carne? Aderissem a bandeira da alimentação vegetariana... Primeiro que eles não seriam tão assustadores assim, porque ao invés deles atacarem os humanos, eles causariam o extermínio de árvores, platas, gramas, arbustos, raízes, cogumelos... Eles seriam o terror dos agricultores... Eles seriam como os exploradores que dizimam a Amazônia todos os dias. Já imaginou uma árvore passar por você correndo e gritando de medo dos zumbis vegetarianos? Eles não teriam cheiro ruim, não sofreriam com prisão de ventre, não tirariam o sono das pessoas.

E os vampiros? Chupar sangue? De que forma? Hoje em dia o que não faltam são doenças pra se transmitir... Quer chupar o sangue, precisa antes fazer um ISO 9001 na galera. E se fossem vegetarianos? Seria até ridículo ver um vampiro grudado numa árvore tentando chupar a ceiva da planta. Ao invés de pessoas se transformando em vampiros, teríamos árvores se transformando. Floricultura seria negócio de risco.

E o lobisomem? Seria uma fera bestial atacando sacolões de frutas e verduras. Uma fera que atacaria caminhões do ceasa e destruiria sacas de batatas e cenouras. O único susto seria pra não atropelar esse bicho.

E se os fantasmas e aparições pedissem licença para aparecer em sua vida? Prosseguirei num próximo momento estas reflexões...

1 de agosto de 2011

Divagações do tempo da praia

Toda vez que chega o final do ano, fica aquela vontade de ir pra praia. Resta saber: onde? Sou o tipo de pessoa que não escolhe o destino pela vontade, mas pela disponibilidade do pouso? Quem vai emprestar a chave da casa da praia? Essa é a pergunta das férias?

Coisas que eu aprendi indo para a praia:

- Há miojo de todos os sabores. Pizza, galinha, carne, oriental, legumes, tomate, cenoura, daqui a pouco a gente vai ver miojo sabor cerveja, cozinha em três minutos e não importa muito o sabor, porque o resultado é a ressaca.

- Não importa o tempo... É essencial que se entre no mar. Quer coisa mais frustrante do que ir pra praia e não poder entrar por algum motivo? Não senhor, nem que esteja chovendo canivete, tem que entrar no mar.

- Milho cozido combina com praia. Eu queria saber quem foi o inventor do milho cozido na praia? Água de coco a gente entende... Sorvete, beleza, sanduíche natural, ok. Milho cozido é difícil de entender. 

- A gente descobre a importância do protetor solar só depois que se queima no primeiro dia de praia. Não adianta. É de consenso social que você precisa sofrer com as queimaduras. E pior é que todo mundo dá a mesma desculpa... Foi a água viva do mar.

- Catar conchinhas não é mais uma prática saudável. Antes de catar conchinhas você deve lembrar que os cachorrinhos andaram pela praia deixando suas conchinhas orgânicas entre os acessórios do mar. Não há nada mais desgraçado do que confundir casquinha do mar com casquinha do cocô seco do maldito cachorro.

- Os móveis da praia sempre são mais detonados e parecem ser sempre mais confortáveis. Ou a sua taxa de tolerância deve mudar quando se está em estado de graça nas férias ou nos finais de semana. O que importa é que aquela geladeira turbo que você tem em casa parece que não é melhor do que a carroça de cubos de gelo que está na casa da praia.

- Dor de dente é caso de polícia. Não existe, geralmente, nestes lugares paradisíacos, estrutura de emergência de saúde. Resta a você ter a compreensão de que uma simples dor pode acabar com aquela alegria toda.

- Por mais seja linda a praia, tem sempre um esgoto desembocando. É pra mostrar a realidade pra gente. Não importa a beleza, sempre há uma forma de fazer merda.

- Sempre surge uma ideia genuinamente nova que você carrega ela por muito tempo, até cair no esquecimento. Aí volta-se pra praia e lembra que aquela ideia realmente não era pra você...

28 de julho de 2011

O governo das laranjas

Essa semana está estreando o filme Assalto ao Banco Central, onde bandidos conseguiram a incrível façanha de cavar um túnel e roubar mais de três toneladas de dinheiro sem disparar um único tiro... Legal, mas isso já é feito em Brasília há muito tempo. Se a gente acabar abrindo os porões do Ministério dos Transportes, por exemplo, vamos achar uns quinze túneis... E a quantidade de dinheiro retirado ali passa a quantidade de transporte do porto de Paranaguá.

Eu fico maravilhado, inclusive, com a criatividade do povo de Brasília que usa a criatividade pra desviar dinheiro público das mais variadas formas possíveis. Se a gente fosse aferir em Brasília o volume de laranjas, poderia dar surra de tamanco em Emerson Fittipaldi, um dos maiores produtores de suco de laranja do Brasil.

Um grande negócio pra se abrir em Brasília é o disque pizza... Afinal de contas, o que mais acontece quando há escândalos? O dono do negócio prospera, principalmente quando foca os órgãos governamentais de segundo escalão... DNIT, por exemplo...

O mundo das comidas sempre ganha com o povo que administra o país... Só espero que eles não fiquem apenas preocupados em comer, porque eu enquanto cidadão cansei de ser comido.

26 de julho de 2011

Derrota é derrota

Decidi brincar com a derrota, porque é dela que você lembra que não venceu. E o que seria derrota? É algo frustrante, depressivo, verdadeiramente realidade crua. Como um tapa na cara do sonhador que insiste em fugir da derrota. Mas ela vem cedo ou tarde. Talvez para muitos a derrota se apresente como companheira amiga de uma vida inteira. O que seria derrota?

- Descobrir que a gata dos seus sonhos está apaixonada por seu amigo... Que é gay...

- Descobrir que a sua mãe é garota de programa... Do lugar em que você já pegou uma mulher, mas não lembra a cara e tinha saído de uma festa a fantasia completamente mascarado.

- Descobrir que seu pai acabou com seu cartão de crédito, fez financiamento no banco com seu nome e não pagou. Agora é esperar cinco anos pra comprar na Renner de novo.

- Descobrir que sua mulher trai você com o seu chefe que inclusive faz assédio moral no seu trabalho.

- Descobrir que seu filho de dez anos conseguiu lucrar mais como consultor do Banco Imobiliário do que você como administrador de uma empresa consolidada no mercado.

- Ver o seu livro técnico e completamente conceitual encalhado nas livrarias enquanto o livro da Bruna Surfistinha virou até filme super produção.

- Descobrir que seu time do coração está na segunda divisão com chances de cair pra terceira e ainda ouvir a gozação dos amigos em dia de jogo.

- Comprar o carro zero quilômetro, sair da concessionária e bater no portão de casa na primeira manobra que faz pra entrar na garagem.

- Perder o ônibus alimentador do terminal e descobrir que ele entrou em horário madrugueiro... Outro só dali a uma hora e meia...

- Passear em bairro burguês, ser assaltado e descobrir que na periferia isso não acontece porque os traficantes de drogas não aceitam violência contra os moradores da comunidade.

25 de julho de 2011

Amy viveu 27 anos e decidiu que tava bom

Amy morreu há muito tempo... Foi morrendo aos poucos. Primeiro o nariz... Com os quilos de coca que ela cheirou, provavelmente não tinha cartilagem no nariz... E olha que era uma napa forte ali.

Amy matou antes também seu pulmão... Foram altas doses de fumaça e de várias procedências. Fumou tabaco, cigarro de cravo, charuto, maconha, crack, folha de bananeira, folha A4, cartolina de escola... Pra cantora, onde havia fumaça, havia graça. E com aquele nariz, Amy poderia ser comparada a uma chaminé de Cubatão. O nariz de Amy era como placa de estacionamento proibido ao lado de estádio de futebol, só enfeite. Porque a mulher não se cheirava mais... Não tomava banho fazia dias. E olha que a mulher ficava caída na valeta de vez em quando no final da balada.

Matou também o estômago... Tomou tudo que é coisa... Já tinha até controle de qualidade de adega... O que não faltava era álcool no sangue... O pai dela quando queria lavar as mãos, pra higienizar era só pedir pra filha soltar uma baforada que estava tranquilo. Foi vinho, vodka, cinzano, rum, conhaque... A mulher j á estava tão anestesiada que no café da manhã era bacardi com mistura.

Mas ela não era só bebida... Ela também comia... Foi pra dentro anfetamina, ecstasy, misturas variadas de drogas pra dar aquela arrebatada na fome. Se a Amy fosse a dona do McDonalds, o número 1 era coca-ína com uisque. No lanche feliz, vinha uma garrafinha de dose única de pinga. Se Amy abrisse um rodízio, seria de drogas com pedra de crack servido como costela assada...

E o perigo dos 27? Quer dizer que se você estiver nessa idade, encomende o caixão.

De tanto o médico dizer pra ela que a situação estava complicada, ele resolveu apelar e pedir consultoria para Galvão Bueno. E na primeira consulta, o locutor soltou: Haja coração!!! A cantora acabou com outro bordão ao ser achada pela polícia... Tá lá um corpo estendido no chão...


19 de julho de 2011

Sofisticado e Popular

Como prometido, vou postar a segunda parte das reflexões sobre o mundo dos populares e o mundo dos sofisticados. Falo isso porque é politicamente incorreto você comparar pobre a rico. Aliás, vivemos o momento do pudorismo social, onde todos negam as suas verdadeiras realidades pra conservar um puritanismo ortodoxo e muitas vezes mordaz...

É engraçado mesmo essas coisas de rico e de pobre... Rico chamo de sofisticado, pobre chamo de popular.

- Esses dias atrás fui numa festa super chique... Hoje tenho posses, mas a minha alma é de popular... Não adianta... Já me aceitei... Eu sou do núcleo pobre de novela das oito... E a gente que é popular e vai em festa de rico fica um pouco perdido... Cadê os brigadeiros? Cadê os quindins? Festa de pobre tem que ter um cachorro quente!!! Rende mais!!! O garçom vem e oferece canapés... Porque sofisticado não serve quitutes, serve canapés... Aí eu comecei a pensar nas diferenças do popular pro sofisticado...

- Convite de sofisticados tem mapinha desenhado no convite do email, como um GPS... Convite de popular vem pelo correio e com as linhas de busão que chegam no endereço.

- Sofisticado quando quer comemorar alguma coisa... Organiza um cocktail... Popular quando quer comemorar alguma coisa... Chama a parentada e organiza o racha pra linguiçada e cerveja!!! E sempre tem cerveja quente e sem rótulo naquela caixa de isopor cheia de água, porque o gelo derreteu há muito tempo!!!

- Esporte de sofisticado é squash em academia... Esporte de popular é no inter 2 às seis da tarde!!! Aquela musculação nas barras pra segurar nas curvas!!! Aquela sauna no verão!!! Muita gente fazendo jazz pra se segurar na linha de ônibus Colombo/CIC!!!

- Sabe como eu sei quando o sofisticado tá aqui na platéia? Ele apenas sorri... Porque o popular é uma hiena sem educação!!! Ri até em apresentação de ballet no Teatro Guaíra!!! Olha, Creide, olha que passo engraçado aquele dançarino fez...

Outra coisa interessante entre o popular e o sofisticado é a forma como leva a vida...

- O sofisticado fica pensando em como ganhar mais dinheiro... O popular fica pensando em como aumentar o limite do cartão de crédito... Faz cheque salário frio...

- Sofisticado assina o cheque... Popular assina a promissória pra concertar a batedeira!!!

- Prazer de sofisticado é conquistar bens... Prazer de popular é conquistar as prestações pra comprar TV... Porque eu nunca vi tara mais louca de pobre do que comprar TV... Em tudo quanto é cômodo da casa tem uma TV sofisticada... Porque popular atrasa a conta da luz, mas anda de smartphone.

Falando nas diferenças entre o popular e entre o sofisticado também é legal ver isso no twitter...

Twitter de sofisticado é produzido, tem fundo personalizado, é seguido por celebridades, tem mais de 50 mil seguidores, se envolve em campanhas solidárias e sempre fala que tá no aeroporto embarcando pra algum lugar!!!

Twitter de popular é com fundo genérico baixado de outros blogs de twitters, tem 15 seguidores, adora seguir famosos, pede pra todo mundo seguir ele e não para de twittar o cala a boca galvão!!!

Quem aqui tem orkut? Orkut é coisa de popular... Pobre que gosta de colocar aquelas fotos de biquinis e sunga na praia... Sofisticado tem facebook...só isso!!!

Popular adora encher o orkut de fotos da família e dizer que ama todos... Sofisticado apenas se presta ao serviço de produzir comunidades sobre ele mesmo!!!

E a parada do 7 de setembro? Quem já viu o desfile na rua? É popular então... Porque sofisticado viaja pra fora da cidade!!!